DESPESAS COM REFORMAS ESTÁDIOS PARA COPA 2014

Chegou ao meu conhecimento, e muitos devem saber igualmente, que para sediar a Copa de Futebol de 2014 o país gastou verdadeira fortuna em publicidade apelativa. Agora, um PPS recebido de amigos esclarece o montante que se irá gastar para a reconstrução - reformas em estádios já existentes - e construções de novas arenas para a prática futebolística.

O dinheiro não virá dos clubes, pois que a maioria deles anda na "corda bamba", financeiramente falando; muitos agremiações esportivas se acham mesmo no "vermelho": salários atrasados, encargos sociais nas mesmas condições e outros problemas inerentes ao mundo de negócios do futebol. Pois pasmem: o montante dessa despesas com estádios para a Copa de 2014 atingirá, de saída, R$ 5.713 bi. É uma "bagatela", para um país que nada em dinheiro, que distribui entre os países irmãos vultosas somas, que perdoa dívidas elevadíssimas aos países africanos e ainda financia não sei que obras ou situações na Grécia. Melhor é lacrar os cofres da Previdência, a fim de se evitar futuros transtornos àquela instituição e aos seus beneficiários.


segunda-feira, 9 de março de 2009

REALMENTE MARCHA Á RÉ

Blogger Blog do Morani disse...

Segunda-feira, 09/03/09

Prezado Sr. Hudson,
Titular blog “Dissolvendo-no-Ar”:


Tem total e completa razão afirmar que o Brasil anda em marcha à ré, e não é de hoje, meu caro sociólogo de Poços de Caldas.
Desde que o atual governo petista se alojou no poder, vem o país andando em marcha lenta, - no princípio vinha aceitavelmente, pelo deslumbramento do atual titular da cadeira presidencial no Palácio em Brasília, mas agora retroage, por vício e por incompetência, além de ter pautado seu governo, todo ele, em premissas facciosas, em direcionamento claudicante, em permissibilidade aos constantes casos de corrupção e malversação ao dinheiro público (não se esqueça à população dos famosos “cartões” em poder de seus protegidos ministros, secretários e outros camundongos menores).
Tudo o que atualmente vem se passando no Congresso (Senado principalmente), e no Judiciário, onde um títere veste a estola negra, indevidamente, conspurcando-a, mercê às decisões pautadas no poder egocêntrico e no apoio periférico, mostra que o Brasil não caminha mais à frente e, sim, paulatinamente, na marcha à ré.
O país necessita de reformas estruturais? Sim, concordo, mas que elas não venham mais danificar ou expurgar direitos, muitos prejudicados pela insensatez e despreparo em relação ao que se faz de imediato, ou, ainda, por má querência.

1) Reforma política, com expurgos, aí sim, de absurdos não mais admitidos em um país que se acredita justo em suas medidas; profunda reforma que seja levada a sério.

2) Reforma na área do Judiciário e de tudo o que implique em decisões partidas daquele egrégio poder, que deveria ser a Fonte primordial da seriedade e da justiça.

3) Reforma do poder Legislativo, acabando com as muitas benesses aos parlamentares, sejam quais
forem esses benefícios; com o voto secreto, que escamoteia as decisões importantes desses
mesmos parlamentares numa possível decisão contrária aos interesses do Governo Central.


4) Reforma Agrária de verdade, com banimento das ONGs fajutas que infestam, como
abelhas à procura de mel, os corredores dos Palácios e Ministérios.

E tantas outras referentes à menor idade, ao Sistema Prisional, etc., etc., etc. Como o nosso Brasil necessita, sim, de reformas! Não se deve esquecer à da Educação. Esta em primeiríssimo lugar, com muita seriedade e vontade política, séria e abnegada. Mas como pedir isso se - no Triunvirato Imoral - Collor, Sarney & Calheiros se acham umbilicalmente unidos entre si?

Não desejo mais me prolongar, por que, na verdade, não creio mais em quaisquer coisas que partam de homens sem caráter, molambos travestidos de cavalheiros, em principio, mas sujos, se nos apresentando com os mais altos índices de seriedade, de respeito à população e à coisa pública, e aos verdadeiros interesses do país. Sejam eles de direita, de esquerda ou de centro. A Política e o Congresso Brasileiro são ninhos de ratos famintos que só pensam em suas próprias necessidades vitais. O Brasil passou por sérios problemas institucionais e de regimes, contudo nada disso teve o toque mágico de mudar as intenções dos que lidam com todas as nossas necessidades e com as diretrizes primordiais que devem ser implantadas de imediato, após a “limpeza” em todos os setores desta Nação, com o apuro que realmente se faz necessário aos que desejam um lugar de paz, de progresso e de justo viver, a todos que aqui nasceram ou aos que para cá vieram acreditando no dístico “ORDEM E PROGRESSO”.

9 de Março de 2009 17:07
Excluir

Um comentário:

Magui disse...

Tem, razão mas existem lugares que avançam.O Brasil sã muitos.